Ecologia Interna


O externo é a representação do interno...

O desequilíbrio ambiental que estamos presenciando nada mais é do que a expressão do desequilíbrio interno coletivo.

Já é sabido que quando uma massa significativa de pessoas muda um comportamento, essa mudança afeta o restante do planeta, através do inconsciente coletivo.

Isso não é maravilhoso?

Seria, se as mudanças fossem todas feitas com consciência e intenção...

Porém a maioria dessas mudanças são realizada por motivações inconscientes.

A humanidade na sua sua grande maioria vive como marionetes...

Aonde, quem tem "o comando" são os comportamentos herdados, aprendidos em massa pela divulgação da mídia, etc..

Existem vários movimentos tentando resgatar a capacidade do ser humano em mudar "seu mundo" e em consequência criar uma corrente de mudanças através da consciência, mas ainda não foi atingido um número mínimo para que isso se "materializa", é só assistir ao noticiário diário, que temos uma noção disso...

Mas, esses movimentos estão crescendo.

A humanidade está próxima a um ponto de colapso ( no meu modo de ver - interno - o que vai se refletir no externo) e muitos seres humanos estão "ouvindo o chamado" de sua natureza mais interna, sua fonte, seu eu criador...

Em uma cidade como São Paulo e seus últimos acontecimentos, dá para ter uma noção de como a natureza de alguma forma, pode representar a natureza do coletivo. Como um espelho.

As pessoas tem estado muito tempestivas, a irritação tem sido uma constante, violência aumentando, a mídia ganhando cada vez mais dinheiro vendendo tragédia (sabemos, em alguns casos, totalmante exacerbadas).

Os processos emocionais estão se acentuando, as pessoas tem a tendência em acumular, acumular, acumular e só extravasam quando já chegou no limite... aí é água pra todo lado(sabemos que as emoções são representadas pelo elemento água) e o pior... água suja, porque a tendência tem sido cada vez maior de extravasar e jogar seu lixo emocional no outro - culpa, mágoa, ira, medo, dependências ...

As pessoas se acham no direito de jogar seus lixos emocionais em qualquer lugar, de qualquer forma, em cima da primeira pessoa que aparece...

Não há uma cultura de reciclagem do lixo emocional, de se trabalhar com sua frustrações, de olhar para aquilo que já não serve mais... de dar valor àquilo que pode ser restaurado e reutilizado emocionalmente...

Não há uma cultura de doação... nutrição... todo mundo só quer receber amor, mas não tem para dar ou se nega, porque há uma fonte de amor em todos nós, só que às vezes essa fonte está obstruída pelo lixo. As águas que vem dela, já são contaminadas por ressentimentos, por padrões de conceito e pré conceito herdados...

A grande maioria dos seres humanos está se "afogando" em suas próprias "fezes" (aumentou muito as reclamações de constipação), suas águas sujas, seus traumas, suas dores... ficando cada vez mais doentes... resultado de intoxicação.

Intoxicação alimentar, muitos agrotóxicos? Também mas, a pior das intoxicações é a emocional. Esta nos corroe aos poucos, todos os dias e nem sequer percebemos.

Nosso corpo até que dá sinais mas estamos muito "ocupados" ou ainda pior " pré ocupados" ou ainda, temos medo de assumir a responsabilidade por aquele lixo todo embaixo do tapete.

Então é melhor tomar um analgésico, um anti depressivo e "acabar" logo com aquilo. E lá se vai mais um lixo pra debaixo do tapete... mais intoxicação... mais desestrutura... mais dependência...

Olhar para dentro, limpar dentro, SE tornar um mundo harmonioso, equilibrado, SER auto sustentável, reciclar os sentimentos, os pensamentos, as atitudes... ser ecologicamente correto consigo mesmo, com SEU mundo, SEU ecossistema - SEU CORPO, SUA MENTE, SUAS EMOÇÕES.

O resultado disso só pode ser um mundo mais limpo.

0 comentários:

Seguidores

Quem Sou

CLAUDIA GODOY


Fitoterapia, Florais, Aura-Soma, Calatonia
Integração Craniossacral


Contato:

(11) 9947 8800
cmgodoy@uol.com.br
eXTReMe Tracker