Vazio e Possibilidades


Sensação de vazio, de falta de apoio, sem rumo...
Não conseguir definir o caminho, nem ao menos conseguir ver as possibilidades.
Escuro, total...
Minha alma às vezes se ausenta, é o que sinto.
Então fico parada à sua espera.
Mas ainda não me acostumei com essa experiência...
Me pego às vezes com medo.
Medo da escuridão, da falta de perspectiva...
Uma sensação de represamento.
Nunca sei por onde ela anda...
Mas sei que quando retorna, trás consigo algo muito intenso.
Sempre um aprendizado novo, uma nova percepção, um novo olhar...
A minha tarefa é apenas confiar na sua volta...
Esperar confiante.
Me entregar ao vazio e relaxar...
Mas, como isso ainda é difícil para mim...
Às vezes ainda me perco na ilusão do medo...
Na ilusão da solidão...

Deixo de ouvir meu "tambor"...
Chego a acreditar que silenciou...
Mas então, derrepente...
Ele soa como nunca... anunciando
Anunciando o recomeço... a volta....
E do caos se faz novamente a Luz...
E sou então capaz de perceber o quanto o vazio é acolhedor...
O quanto o vazio é seguro... e protetor...
É como voltar ao útero e esperar confiante, por um novo nascimento...
E talvez aí esteja a conexão com o medo...
Talvez haja a necessidade de mudar a percepção, principalmente para aqueles que tiveram um nascimento difícil...
Compreender que não é necessário repetir a mesma experiência...
Compreender a possibilidade de mudar o padrão e "renascer".
Renascer de si mesma(o)...
Renascer por si mesma(o)...
Esse caos é sempre uma nova possibilidade de mudança...
Uma nova possibilidade de cura...
Uma possibilidade de conFiar ...
Criar algo novo, com o mesmo fio
O fio de possibilidades infinitas...
Desfazer os nós, tramar, criar, gerar...


"... e assim vou, tocando meu tambor pelo caminho..."

Claudia Godoy (julho-2009)
"Investigar as raízes, fortalece a árvore"

2 comentários:

celioseixas 20 de julho de 2009 16:45  

Oi Cláudia tudo bem! Ouvindo esta música tão forte me inspirei para escrever alguma coisa. Com relação ao medo do escuro,medo do desconhecido e das incertezas da vida com seus caminhos,suas interrogações não respondidas a milênios eu só penso que devemos e podemos encontrar um lugar de repouso no interior da nossa mente, quando a gente consegue morrer para tudo e para todos por alguns instantes,mesmo sabendo que dar a volta por cima ou simplesmente esquecer ou abandonar séculos de informações ,vaidades e ilusões é realmente muito difícil. Mas o importante é continuarmos a luta ,sabendo que quando a sede apertar muito, teremos sempre essa água pura dessa imensa fonte de onde emana toda criação.
Abraço carinhoso!

Dênis 20 de julho de 2009 17:21  

Cláudia, ao ler esta mensagem foi como um d'javu do que senti a alguns dias atrás e escrevi o que segue abaixo. Tua Alma me encanta...

Assumindo a responsabilidade


Cada fato vivido, ato gerado e sentimento experienciado
Compõe o acervo da minha história humana
É preciso conscientizar-se que toda manifestação
Sempre foi um presente valoroso da Criação
Para meu aprendizado, minha redenção e meu extase
Devo procurar então estar sempre presente em mim mesmo
Pois já não é aconselhavel procurar por desculpas
Quando se entende que é no Eu Sou que a vida se expressa
Ainda sinto algumas dores, ainda lanço perguntas ao ar
Mas da Vida não peço mais por consolo
Quero sim ter sempre sua companhia
Ofereço minhas sombras à luz dos dias
E declaro com firmeza e soberania:
Estou aqui e escolho o bem, o belo, o justo
E em tudo que depender de mim
Elegerei sempre a paz para início de conversa
Me sinto pronto para chegar, mas se estiver enganado
Pronto estou para re-começar
Porque Eu Sou um CRIADOR.


denis cunha
14.07.2009

Seguidores

Quem Sou

CLAUDIA GODOY


Fitoterapia, Florais, Aura-Soma, Calatonia
Integração Craniossacral


Contato:

(11) 9947 8800
cmgodoy@uol.com.br
eXTReMe Tracker